Portugal fecha com Renault-Nissan para ter carros elétricos

O governo de Portugal e o grupo franco-nipônico Renault-Nissan, assinaram um acordo para comercialização de carros elétricos e construção de uma rede de assistência aos mesmos em todo território português. O acordo prevê que a Renault entre com os carros elétricos a preços semelhantes aos de modelos movidos a gasolina e diesel. Em contra partida, o governo lusitano criará as condições para a construção de uma rede de abastecimento e troca de baterias dos modelos elétricos. Junto com o governo, entra no acordo a petrolífera Galp, que instalará postos de troca de baterias e carregamento das mesmas em sua rede de postos de combustível. Além dela, a companhia de energia elétrica EDP e duas redes de supermercados locais, também participarão do negócio. O governo português também cortará os impostos sobre os carros elétricos. Hoje, a taxa de impostos sobre automóveis referente a emissões de poluentes, chega a 70%!

Os novos carros da Renault-Nissan ainda estão em desenvolvimento e terão autonomia de 200km, sendo que para abastecê-los haverá três meios distintos: a troca da bateria que pode ser feita em cerca de 5 minutos, a carga direta na mesma em cerca de 25 minutos e a carga doméstica em até oito horas. Tudo isso deve ficar pronto até 2011, mas os carros já começarão a ser feitos a partir de 2010. A previsão é de produzir 13.000 unidades anualmente destes modelos elétricos. O Brasil teria condições de fazer um acordo semelhante, dado nossa capacidade de geração e distribuição de energia elétrica?

Fonte: O Estado São Paulo.

Leave a Reply