Renault Sandero RS – O mito virou realidade!

Após especulações e muitas dúvidas sobre o possível lançamento do Sandero RS no Brasil, fotos deste suposto esportivo vazaram na internet e duas coisas eram certas. Um: o esportivo da Dácia/Renault estava apenas em testes no Brasil. Dois: realmente teríamos o segundo esportivo de verdade da marca aqui no Brasil. Mas ainda ficava uma dúvida: Esportivo? No Brasil? Provavelmente teremos um carro cheio de adesivos e bancos com tecidos coloridos…

Há poucos dias, confirmava-se o término da montagem do primeiro modelo na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná. E o mito virou realidade. Com base na plataforma do Renault Duster, o Sandero RS é equipado com um motor F4R 2.0 16v naturalmente aspirado, com rodas esportivas e forjadas 17 polegadas do Clio RS europeu, design esportivo (duh!), e câmbio manual de 6 marchas, sim!

10885419_729220523840335_4197175639770887912_n

O Sandero RS passou de interessante para interessantíssimo, após confirmação de mais informações sobre esse “hot hatch”. O motor é realmente um 2.0 16v com acerto feito exclusivamente pela Renault Sport francesa. Aqui entra uma curiosidade interessante: A Renault Sport só permitiu um Sandero RS comercializado no Brasil, se realmente fosse um esportivo de verdade, interior, exterior, motor e acerto do carro, caso contrário, o projeto não seria assinado e aprovado. Os relatos dizem ter desde um interior com alto padrão, nas linhas do europeu, até o redimensionamento da maioria dos ítens do carro, desde motor, até freio, suspensão e chassi! Até o aerofólio tem função aerodinâmica para melhorar o desempenho do carro.

Mas chega de enrolação e vamos para o que os gearheads mais esperam, especificações do carro! Ainda não são muitas, mas já começamos muito bem. O motor desenvolverá aproximadamente 158cv de potência e contará com um botão sport nomeado de “RS” (óbvio), ou seja, o condutor poderá alternar entre dois acertos de central diferentes. Quando acionado o botão, dá para notar a alteração da rotação em marcha lenta, ganhando alguns RPM extras, muito provavelmente por alguma alteração no enquadramento dos comandos (será?), e o modo “econômico” é deixado de lado. Não há informação sobre curva de torque, porém, considerando que o motor F4R do Duster tem algo próximo de 21kgf/m, é esperado que este novo acerto deve render algo em torno de 22 ou 23kgf/m, o que é ótimo!

Suspensão, freios e chassi também sofreram melhoras bem significativas. O hatch se mostrou bem esperto no geral. Os novos freios, provavelmente derivados do Renault Duster, mostram eficiência e poder de frenagem. O carro é baixo, suspensão firme e pouca rolagem de carroceria. Em conjunto com as rodas 17 Renault Sport, e peso aproximado de 1.085kg, o carro se mostrou “no chão” e “na mão”. Ufa!

Muitas informações ainda são misteriosas e nada do postado acima foi oficializado pela Renault, mas fontes confiáveis confirmam. Preço, por exemplo, é apenas estimado. Algo em torno de R$55.000,00 e R$65.000,00. Não há confirmação sobre ser bicombustível, mas é esperado que sim, Flex. Após longa espera por um Hatch de respeito, ainda mais com tantos esportivos comercializados na America Latina e Europa, podemos considerar que o Sandero RS deve vir com tudo, ainda mais considerando seus concorrentes.

Fiquem atentos à nossa página! Em breve maiores informações sobre o Sandero RS e seu lançamento