“V Noite Renault” leva clássicos para o Anhembi e celebra vocação esportiva da marca

Uma parte da história de sucesso da Renault foi contada na noite desta terça-feira (11) no sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Pelo quinto ano consecutivo, a Renault realizou, em parceria com o Auto Show Collection a “Noite Renault”, uma festa para celebrar a história da marca no Brasil. O Auto Show Collection, evento que reúne semanalmente milhares de colecionadores de veículos antigos na passarela do samba paulista, foi inteiro dedicado à marca e a sua forte vocação para o automobilismo.

Desta vez, a “V Noite Renault” recebeu jornalistas, pilotos, executivos, colecionadores e convidados para uma festa que incluiu projeção, exposição de fotos, exibição de modelos importantes e um desfile de clássicos.

A “V Noite Renault” também reverenciou o sucesso da equipe Red Bull Racing Renault, que conquistou, nesta temporada, o tricampeonato do Mundial de Construtores. Já o seu principal piloto, Sebastian Vettel, faturou seu terceiro título e entrou para a história da Fórmula 1 ao se tornar o piloto mais jovem a conquistar esse feito.

A tradição da marca nas pistas foi muito bem representada no evento pelo Alpine, que completou 50 anos de fabricação e serviu de inspiração para a criação do Willys Interlagos, primeiro esportivo fabricado no Brasil com DNA Renault. Além do Willys Interlagos também esteve no AutoShow Collection o piloto que imortalizou o modelo nas competições, Bird Clemente.

Foi guiando a versão de corrida do Interlagos, sob a chancela da Equipe Willys (uma das mais bem estruturadas da década de 60), que Bird, inspirou os novatos que surgiam, notadamente Emerson Fittipaldi, Wilson Fittipaldi Jr. e José Carlos Pace, numa época em que os pilotos brasileiros começavam a se profissionalizar.

Passado e presente se cruzam
Na “V Noite Renault”, o público também pôde conferir modelos nota 10 no quesito raridade, como vários exemplares do Dauphini (de 1959 a 1962) e do Gordini (de 1962 a 1968); além de outros mais antigos, como o Juvaquatre, de 1948; e o NN Torpedo, de 1924; que modernizou a linha Renault disponível na Europa na época, com design aerodinâmico inspirado em barcos; o Renault 4CV, de 1954, modelo pequeno e econômico, símbolo da recuperação da empresa no pós-guerra; e o Voiturette, uma réplica do primeiro modelo produzido pelo francês Louis Renault, fundador da marca.

No total, foram expostos 76 carros. Também arrancaram suspiros dos aficcionados os clássicos Renault 8 (1965), Renault 10 (1967), Renault 16 (1972) e Renault 19 (anos 1990), que lado a lado, contam a história da evolução da marca em centenas de mercados no mundo.

Marcaram presença ainda sucessos recentes no mercado brasileiro como o Clio (da primeira à quarta geração), o Mégane (1998 e 2012), o Scénic (2010) e o Twingo (1994 a 2002).

A atual gama da Renault do Brasil também esteve presente na “V Noite Renault”, com as recentes novidades da marca: o Novo Clio, série limitada Duster Tech Road, Sandero GT Line e o Fluence GT, versão esportiva do sedã, equipada com motor turbo de 180 cavalos.

Clubes
Os apaixonados pela marca tiveram uma ala garantida. Mais de 40 veículos contaram a história da Renault e desfilaram representando o Renault Clube do Brasil, o Clube do Logan, o Clube do Sandero, o Clube do Megane, o Clube do Clio e o Clube do Twingo, que comemorou 20 anos do lançamento do compacto.

Fonte: http://imprensa.renault.com.br/page/releases/v-noite-renault-leva-classicos-para-o-anhembi-e-celebra-vocacao-esportiva-da-marca

Mais Informações e fotos em nosso fórum.

Leave a Reply